Home Destaques Amorim vai à Colômbia discutir transição democrática na Venezuela

Amorim vai à Colômbia discutir transição democrática na Venezuela

225
0

O chefe da Assessoria Especial da Presidência da República, Celso Amorim, estará na Colômbia na próxima segunda-feira (24) para um encontro com chefes de Estado e representantes diplomáticos de diferentes países, sobre o processo de transição democrática na Venezuela. Segundo organizadores, o evento visa a “apoiar o diálogo iniciado entre o Governo da Venezuela e a oposição desse país, com o objetivo de impulsionar os processos de diálogo entre venezuelanos”.

Estarão presentes representantes dos seguintes países:

  • Alemanha
  • Argentina
  • Brasil
  • Canadá
  • Chile
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Equador
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • França
  • Itália
  • México
  • Noruega
  • Países Baixos
  • Portugal
  • Reino Unido
  • Suécia
  • Uruguai
  • República Dominicana

Não se espera, porém, a participação nem do governo do presidente Nicolás Maduro, nem da oposição venezuelana. O presidente Lula (PT) não participará do encontro, porque a viagem coincide com sua ida à Europa, para visitas a Portugal e Espanha.

O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, será o responsável por receber todos os representantes diplomáticos e mediar os encontros. A Colômbia tem sido uma das vozes mais fortes pela redução dessas barreiras. Recentemente, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, manifestou reservadamente a fontes do governo norte-americano a intenção de aliviar ainda mais as sanções contra a Venezuela, em troca de medidas concretas para eleições justas no país.

https://0e9e731926c4a93f52d7ded193152f8b.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html A Venezuela enfrenta forte crise política e vive sob sanções políticas e econômicas dos Estados Unidos, ampliando o isolamento do país.

Em março, Celso Amorim liderou uma delegação brasileira em viagem à Venezuela, que contou com encontro com Nicolás Maduro. O presidente venezuelano, após a reunião, compartilhou nas redes sociais registros da agenda, que a definiu como “grato encontro”. Fontes do Itamaraty disseram que o encontro do ex-chanceler com o presidente venezuelano é um “passo natural” do processo de reabertura da Embaixada do Brasil em Caracas.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here