Home Destaques Ex-ministros dizem que PEC Eleitoral vai provocar inflação e recuo no PIB

Ex-ministros dizem que PEC Eleitoral vai provocar inflação e recuo no PIB

513
0

Um país endividado, mais pobre, com inflação, juros e desemprego elevados, baixo crescimento e queda de investimentos. Este é o cenário estimado para o Brasil após as eleições, traçado por economistas e ex-ministros da Fazenda brasileiros ouvidos. Entre os motivos para o quadro está a aprovação da PEC Eleitoral , com benefícios da ordem de R$ 41,2 bilhões até o fim deste ano.

“O governo Bolsonaro e seus aliados no Congresso entraram no modo desespero eleitoral e estão construindo uma herança terrível para o quadriênio 2023-2026”, disse Pedro Malan, ex-ministro da Fazenda do governo Fernando Henrique Cardoso.

A PEC Eleitoral foi aprovada nessa quarta-feira (14) pela Câmara . A medida, além de ser um drible à lei eleitoral, abre um precedente perigoso e irreversível e afronta a Constituição, afirmam juristas. E, segundo economistas, a conta, no futuro, será paga justamente pelos mais pobres.
Tanto Malan como os demais entrevistados reconhecem que parte dos problemas econômicos se devem a uma crise global causada, em um primeiro momento, pela pandemia de Covid-19, seguida pela guerra entre Rússia e Ucrânia, que ajudou a encarecer os preços dos alimentos e dos combustíveis. Porém, as mudanças nas regras fiscais, como o teto de gastos — dispositivo constitucional que proíbe despesas acima da inflação do ano anterior —que foi descumprido várias vezes, afetam a credibilidade do país.
Henrique Meirelles, ministro da Fazenda no governo Michel Temer, acredita que as mudanças nas normas fiscais terão efeitos eleitorais positivos para Bolsonaro. No entanto, haverá impacto negativo para a economia, com o aumento do dólar e o fortalecimento da inflação.

“Será criado um problema fiscal para 2023 e, talvez, além. Em resumo, por um benefício de curto prazo cria problemas de curto, médio e longo prazos”, disse Meirelles.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here