Home Destaques Hospital das Clínicas de SP registra 3 mil internações por coronavírus desde...

Hospital das Clínicas de SP registra 3 mil internações por coronavírus desde março

952
0

O Hospital das Clínicas de São Paulo (HC) atingiu a marca de 3 mil internados por coronavírus em um período de dois meses e meio, informou a médica do Comitê de Crise do Hospital das Clínicas, Beatriz Perondi. O hospital é um dos centros de referência para tratamento do coronavírus no estado de São Paulo e possui 300 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratar a Covid-19.

O hospital tinha 509 pacientes internados, sendo que 288 estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Além dos 300 leitos de UTI, o HC ainda tem 400 vagas destinadas aos pacientes de Covid-19 na enfermaria, que são disponibilizadas conforme a necessidade.

“O Hospital das Clínicas já completou ontem 3 mil internações por coronavírus, como vocês sabem, nós deixamos o Instituto Central exclusivo para o atendimento de coronavírus e assim estamos fazendo desde o dia 30 de março. Então, em dois meses e meio nós chegamos a três mil internações”, afirmou Beatriz Perondi.

O Hospital das Clínicas fez uma série de adaptações para receber mais pacientes durante a pandemia de coronavírus e aumentar o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), segundo a médica.

“Nós estamos com 300 leitos de UTI, nós tínhamos 84 e com um esforço muito grande, com muito suor de todos os colaboradores do HC, com ajuda muito importante da Secretaria nós chegamos a esses 300 leitos o que não é nada fácil, nós transformamos centros cirúrgicos em UTIs, então, as salas cirúrgicas tem, às vezes, dois, três, às vezes, até quatro pacientes de Terapia Intensiva dentro de cada sala. Então, vocês imaginam a transformação que tem que ser feita tanto a nível estrutural, como a nível de qual o colaborador que irá trabalhar naquele local. Nós transformamos enfermarias em UTIs, então, o pessoal da enfermagem, médicos, outros colaboradores que não estavam acostumados a trabalhar em Terapia Intensiva, com todo amor do mundo, com toda solidariedade, começaram a trabalhar em Terapia Intensiva”, conta Beatriz.

A médica afirma que o aumento da demanda e a necessidade de trabalhar em novas especialidades gerou desgaste físico e mental em muitos colaboradores.

“Não é fácil você sair da sua zona de conforto, começar a fazer um trabalho que você não fazia antes e vendo muita gente doente. Para vocês terem ideia, nas terapias intensivas, normalmente, a gente tem 40% de pacientes entubados. Com essa pandemia, nas terapias intensivas hoje em dia a gente tem de 80% a 90% de pacientes entubados, então é um desgaste além do físico muito psicológico e acho que essa ajuda do tratamento de saúde mental dos colaboradores é extremamente importante”, afirma ela.

O estado de São Paulo registrou 325 mortes por coronavírus confirmadas nas últimas 24h, totalizando 11.846 mortes pela doença, segundo a Secretaria Estadual da Saúde.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here