Home Destaques Lucro da Caixa cai no 2º trimestre, para R$ 1,8 bilhão

Lucro da Caixa cai no 2º trimestre, para R$ 1,8 bilhão

734
0

A Caixa Econômica Federal apresentou um lucro líquido de R$ 1,8 bilhão no segundo trimestre de 2022. O número encolheu 70,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o banco contabilizou o IPO da Caixa Seguridade e a venda de participação no Pan.

Na comparação com o primeiro trimestre deste ano, houve queda de 27,9% no resultado.

O balanço divulgado nesta quinta-feira é referentes aos últimos meses da gestão de Pedro Guimarães, que pediu demissão do banco no início de julho após ser acusado de assédio sexual por funcionárias.

Recorde no crédito imobiliário

Líder na oferta de crédito habitacional, o saldo em carteira do crédito imobiliário alcançou R$ 595,2 bilhões no período, 11% superior quando comparado a junho de 2021. Em relação a março, houve avanço de 3,3%.

Segundo a Caixa, foram R$ 39,7 bilhões em contratação (considerando recursos SBPE e FGTS), 9,6% maior se comparado ao segundo trimestre do ano passado e o maior volume de trimestral da história.

Uma das apostas do ex-presidente Pedro Guimarães, a Caixa continuou crescendo o desempenho no agronegócio. No fim do segundo trimestre, o saldo em carteira totalizava R$ 30,8 bilhões, crescimento de 202,3% em 12 meses e de 45,1% desde março. Desse montante, o estoque de operações com pessoa física somava R$ 19,6 bilhões, alta de 253,9% em relação a junho de 2021.

“A Caixa pretende manter contínuo crescimento no crédito rural, expandindo sua carteira de forma robusta e sustentável, posicionando a empresa como referência no mercado do agronegócio”, diz o banco, que é comandado desde o início de julho pela economista Daniella Marques.

Com isso, a carteira de crédito ampliada encerrou o trimestre até o fim de junho com saldo de R$ 928,2 bilhões, aumento de 13,7% em um ano e de 4,4% desde março. Nos últimos três meses, de acordo com o banco, foram concedidos R$ 127,8 bilhões em crédito, aumento de 18,6% em relação ao primeiro trimestre deste ano e 17,5% em relação ao segundo trimestre do calendário anterior.

A inadimplência da carteira de crédito fechou o período em 1,89%, redução de 0,57 ponto sobre o segundo trimestre de 2021. Também houve recuo de 0,44 ponto em relação a março. A cobertura da provisão finalizou o trimestre em 244,6%.

Nesse sentido, o banco informou que segue a realizar ações de desconto para regularização de dívidas. No primeiro semestre, a Caixa disse que já foram recuperados mais de 168 mil contratos comerciais em prejuízo, com recebimento de R$ 322 milhões à vista, relativos à regularização de R$ 868 milhões de dívida original, de mais de 137 mil clientes.

A margem financeira do banco alcançou R$ 12,7 bilhões no período, decorrente dos aumentos de 15,5% nas receitas de operação de crédito, 17,1% em resultado de aplicações interfinanceiras de liquidez e 6,4% em resultado com operações de títulos e valores mobiliários.

As receitas da carteira de crédito totalizaram R$ 23,9 bilhões no segundo trimestre, aumento de 42,6% em relação ao mesmo período de 2021, alavancadas pelo crescimento, em 12 meses, de 278,6% no agronegócio, 86,0% em saneamento e infraestrutura, de 38,5 % em habitação; de 34,6% em crédito para pessoa física e de 56,2% em crédito para pessoa jurídica.

Em relação às receitas de prestação de serviços, a Caixa auferiu R$ 6,2 bilhões no segundo trimestre, aumento de 2,6% em comparação aos três meses anteriores e 5,2% em relação ao mesmo período de 2021, com aumento no trimestre de 36,4% em receitas com produtos de seguridade e de 4,6% em cartões de débito e crédito.

Já as despesas administrativas totalizaram R$ 9,2 bilhões no segundo trimestre, avanço de 9,9% em relação ao mesmo período de 2021. De acordo com a Caixa, como a alta é inferior à inflação do período, isso “demonstra o controle dos custos administrativos que está em linha com as ações de otimização em curso” no banco.

Os ativos da Caixa totalizaram R$ 1,5 trilhão, crescimento de 2% em relação ao segundo trimestre de 2021, valor influenciado pelo aumento de 13,7% na carteira de crédito ampliada, frente a redução de 12,7% em TVM e derivativos.

A Caixa também informou que já emitiu 348,8 mil novos cartões do Caixa Tem, destinado aos clientes detentores de conta poupança digital, em especial beneficiários dos programas sociais. As loterias da Caixa arrecadaram R$ 5,4 bilhões no segundo trimestre, valor 23,3% maior que o mesmo período de 2021.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here