Home Destaques Meta de ano novo: sair da casa dos pais

Meta de ano novo: sair da casa dos pais

421
0

Para muita gente, é fundamental fazer a virada de ano com aquela lista de metas para o ano seguinte. E um dos desejos que invade a lista dos brasileiros é sair da casa dos pais – conquistar a tão esperada liberdade e ter o próprio espaço.

Se esse desejo está na sua lista para 2023, vej dicas para você organizar as suas contas e sair de casa sem acabar no vermelho. Veja abaixo:

Planejamento financeiro

Antes de dar os primeiros passos rumo à porta de casa, é preciso analisar o estado atual das suas finanças. E, para não deixar nada de fora, faça uma lista de todos os seus gastos mensais.

Segunda Claudia Yoshinaga, especialistas em finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV), vale incluir os gastos mais simples, como aquele evento com os amigos – afinal, também é um custo.

Vale aproveitar a chegada do pagamento do 13º para ajudar na transição para a casa nova: no pagamento de contas pendentes da casa atual, investindo ou construindo uma reserva de emergência para o novo lar. O importante é fazer um uso consciente do dinheiro.
Orçamento de moradia

Pesquise qual tipo de moradia pode entrar no seu orçamento: compra uma casa, um apartamento ou alugar um imóvel. A situação pode variar conforme a sua necessidade e urgência, mas deve ser avaliada com cuidado.

A pesquisa do Quinto Andar aponta que 35% dos jovens que pretendem se mudar pensam em buscar imóveis para alugar. Já entre os 35 a 44 anos, esse percentual é de 25%, mesmo valor da média brasileira.

Se esse for o seu caso, Claudia indica que o ideal é reservar 30% do seu orçamento para os gastos com moradia: ou seja, se você ganha R$ 5.000, o custo de moradia deve ser de R$ 1.500, por exemplo. Ela ressalta esse valor deve incluir os gastos básicos, como, aluguel, condomínio, IPTU, água, luz e internet.

Corte de gastos

Depois de listar todo o orçamento e saber a média de gastos com a nova casa, é hora do corte de despesas. Para consegui colocar em pratica o planejamento financeiro, veja quais são essenciais essenciais e quais podem ser cortadas.

Se possível, direcione esse valor para uma reserva de no mínimo um ano, pois essa é a média de contratos de aluguéis, segundo a plataforma digital de imóveis.
Compra de móveis

Além dos gastos com moradia, é preciso se organizar para o custo da mobília. Para quem vai se mudar às pressas, a dica da especialista é comprar apenas o essencial.

“Veja o que será fundamental para o início da sua moradia, como a compra de uma cama, geladeira e fogão. As outras coisas, compre aos poucos”, diz. 

Caso você tenha mais tempo até da data da mudança, a dica é poupar e pesquisar, para ter mais facilidade de negociação ou desconto na hora da compra.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here