Home Destaques Volume de vendas do comércio caiu 7,6% em fevereiro ante um ano

Volume de vendas do comércio caiu 7,6% em fevereiro ante um ano

3479
0

O volume de vendas do comércio no País caiu 7,6% em fevereiro ante igual mês do ano passado, mostra a segunda edição do Índice de Atividade Econômica Stone Varejo, que mede ritmo de vendas do setor. O levantamento é elaborado pela empresa de meios pagamentos Stone e pelo Instituto Propague. A queda, que reflete a retomada das atividades de carnaval, ocorre após uma alta de 0,3% das vendas em janeiro.

Conforme o indicador, até mesmo o índice restrito, que vem apresentando sinais mais em linha no comparativo ano contra ano, apresentou queda de 6,3% em fevereiro, após alta de 2,2% do mês anterior.

Um dos destaques, aponta a pesquisa, é a continuada queda do subsegmento de Hipermercados e supermercados, que apresentou queda do volume de vendas de 13,9% em fevereiro, no comparativo ano contra ano, após a acentuada queda de 5,7% (dado revisado, após divulgação inicial de queda de 4,8%) em janeiro.

Já o segmento de Artigos farmacêuticos, que embora tenha apresentado queda de 2,4% do volume de vendas em fevereiro, no comparativo ano contra ano, teve melhora de 1,2% no comparativo mensal sazonalmente ajustado. O único indicador positivo do mês.

O segmento de Material de Construção registrou queda de 5,8% em fevereiro; Móveis e Eletrodomésticos recuou 7,6%; Livros, jornais, revistas e papelarias tiveram baixa de 9,2%; e Tecidos, Vestuário e Calçados, queda de 12,2%.
Segundo a pesquisa, a normalização do calendário festivo (carnaval) afetou negativamente todos os segmentos analisados, bem como 26 dos 27 estados. Apenas o Espírito Santo apresentou melhora, com alta de 0,7% do volume de vendas no comparativo ano contra ano.

O levantamento mostrou queda de 9,4%, 8,8%, 8,6% e de 8,0% no Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Paraná e Rio de Janeiro, respectivamente. Também houve recuo de 15,1%, 14,8%, 9,4% e de 8,3% no Rio Grande do Norte, Sergipe, Pernambuco e Ceará, respectivamente. Apenas o Acre e o Pará se mantiveram em níveis próximos aos vistos em 2022, com quedas de 0,7% e 1,5%, respectivamente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here