Home Esportes 14 membros da McLaren ficarão de quarentena

14 membros da McLaren ficarão de quarentena

964
0

Antes do GP da Austrália ser oficialmente cancelado, nesta quinta-feira, a McLaren já havia se retirado da disputa por ter identificado que um de seus funcionários testou positivo para coronavírus.

Em função disso, o time emitiu um comunicado explicando que outros 14 profissionais da equipe permanecerão em Melbourne, isolados em seus respectivos hotéis, em quarentena, por terem mantido contato com o funcionário infectado.
Confira o comunicado na íntegra:
“Durante a noite, 14 membros do time, além daquele infectado com o vírus, foram colocados em quarentena no hotel da equipe, seguindo as instruções da autoridades locais. Esses são indivíduos que mantiveram contato próximo com o funcionário que testou positivo para coronavírus. Todos estão recebendo apoio de profissionais veteranos do time, que permanecerão no local durante o período de quarentena. Outros profissionais que sentirem os sintomas serão testados imediatamente e colocados em isolamento, de acordo com o protocolo. O restante do time foi liberado para retornar ao paddock e embalar todo o equipamento antes da volta para o Reino Unido. Na chegada, por precaução, nenhum membro do time de corrida voltará à fábrica por um período de 14 dias”

  • Coronavírus vem afetando eventos esportivos; veja!
  • O que é coronavírus: sintomas, prevenção, transmissão e tratamento
  • Coronavírus: como fortalecer a imunidade e enfrentar o Covid-19
    O chefe do time, Zak Brown, já tinha se manifestado positivamente sobre a decisão de cancelar a prova.
  • Eu aplaudo a decisão da F1, FIA e GP da Austrália de cancelar a corrida. A saúde da família F1 e da comunidade local vem em primeiro lugar. Como um automobilista, foi a decisão mais difícil de tomar. Como um chefe de equipe, a mais fácil.
    A decisão de suspender a primeira corrida da temporada devido à pandemia de coronavírus foi oficializada na noite desta quinta-feira (manhã de sexta em Melbourne) em conjunto com dirigentes de nove equipes (sem a McLaren), a organização da prova, a direção da categoria e oficiais da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).
    A suspensão ocorreu após muita indefinição, a pouco menos de duas horas antes do horário planejado para o primeiro dia de treinos livres, que começariam às 22h (hora de Brasília). Ainda não há informações sobre uma possível nova data para a prova ao longo do ano. De acordo com a FIA, os torcedores que compraram ingressos serão reembolsados.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here