Home Esportes Taffarel relembra dia em que assistiu vitória de Senna

Taffarel relembra dia em que assistiu vitória de Senna

863
0

O goleiro Claudio Taffarel, sempre lembrado pela conquista do tetracampeonato com a camisa da Seleção Brasileira, conquistado há exatos 26 anos, contou uma história inédita em uma live nas redes sociais de Ayrton Senna nesta quarta-feira. Taffarel esteve ‘in loco’ no GP de San Marino de 1991, quando Senna venceu a corrida em Ímola com a McLaren. Na época, o goleiro jogava na Itália.

  • Um dia nós estávamos no treino e o Alessandro Neri, nosso atacante (do Parma), me disse ‘olha, vai ter a corrida lá em San Marino, em Ímola, vocês não estão a fim de ir’? Aí eu perguntei como conseguiria ingresso e ele disse que conseguiriam para a gente. Rapaz, que experiência que foi – disse Taffarel, relembrando detalhes da época em que o Brasil era tricampeão mundial de futebol e Senna começava a despontar rumo ao tri na F1.
  • Ficamos na torre ali na largada, aí quando chegamos (no autódromo) o carro do Ayrton chamava muita atenção. A McLaren tinha uma cor impressionante. Que lindo o carro! Foi uma corrida maravilhosa e ver a vitória do Ayrton foi uma emoção muito grande. Tu custas acreditar que vivenciou esse negócio! Foi marcante demais – conta Taffarel.
    O Goleiro do Tetra ainda teve a experiência de conhecer Senna pessoalmente em 1994, quando jogadores da Seleção e o piloto firmaram um pacto para trazerem o Tetra para o Brasil no futebol e na F1. O encontro aconteceu em 21 de abril em Paris, no amistoso em que Brasil e um combinado entre PSG e Bordeaux empataram em 0 a 0.
  • O Ayrton na véspera desse jogo entrou no nosso hotel (que a Seleção estava hospedada). O Ayrton era um cara muito tranquilo, não era um cara de muita pose, chegou sem segurança e como muita naturalidade. Bateu um papo tranquilo com a gente – disse Taffarel, que atualmente é preparador de goleiros da Seleção.

Taffarel ainda revelou que o mais marcante daquele dia em Paris foi realmente ter a presença de Senna com a Seleção.

  • Falando daquele jogo, lembro do pontapé inicial do Ayrton, mas eu sinceramente não sei o resultado. Se eu fiz alguma defesa ou tomei algum gol, eu só lembro do Ayrton Senna chegando no vestiário, batendo aquele papo, dando o pontapé inicial. Foi inesquecível esse encontro. O Ayrton sempre foi um ídolo de todos e foi uma emoção grandíssima – disse Taffarel.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here